fevereiro 09, 2017

a casa (IV)



esse silêncio instável

percorrendo veloz como
luz

na textura,

como luz apátrida
na textura do tempo,
exíguo instante

em silêncio,
como se o vestígio da casa pudesse acontecer enquanto

a voz diluída
no prego em ferrugem

acontecia, cinza pálida

na haste da casa
acontecia, intacta na voz

adiada na pedra,
a linha, o traço, o corpo vivo

nascida alma corpo inteiro

vestígio,
textura instante

de raiz que cresce intacta
em silêncio,

em instável silêncio


Janeiro 2017.24

Sem comentários: