outubro 20, 2009

Advertências de Salomé às sombras - A Primeira Letra

















Sê prudente.


Ao caminho, sem que o percebam
Sem que o entendam as pegadas,
A um pé antecede sempre o outro;
Recorre ao minuto que se completa, sempre,
Como se fora o último segundo.
No dia, a sombra escolhe a tarde e a manhã
Envolvendo o teu corpo, mas nunca por nunca
Nunca o teu meio-dia;

Mas nem sempre foi assim.
Alguma vez a tua prudência mostrará
O que nem sempre assim foi.
Nalgum traço do tempo,
O caminho confundirá a sombra, a tua sombra
Como a ampulheta que se cobre de grinaldas.
A sombra, de distintos
Mares e beijos verdes, virá a caminho
Se que percebam das pegadas,
Os sulcos terrenos. Aí tu estarás
Aguardando as instruções
Da luminosa obscuridade
Das sombras, enxertias do teu caminho.

Colmeal Velho, 20 de Outubro

|Barbara Stanwyck, Baby Face em cpt, por.8536720|


Sem comentários: